Guayí assina convênio no Pronasci para realizar integração da Economia Solidária no combate a violência



No dia 28 de janeiro, em ato em Porto Alegre, o ministro Tarso Genro, o professor Paul Singer pela SENAES assinam convênio com a Gauyí para desenvolver ações em áreas do Pronasci, programa do Governo Federal para a área da Segurança.

O Brasil é dos países com uma das mais altas taxas de homicídios do mundo, com aproximadamente 48 mil mortes por ano (SENASP, 2008), sendo que esta violência letal na sua grande maioria atinge jovens, tanto como vítima como violadores, tendo como conseqüência que uma parcela majoritária da população prisional possuí menos de 28 anos de idade.

Esta situação decorre, por um lado, de um modelo econômico que produz desemprego estrutural, precarização do trabalho e exclusão social, atingindo principalmente alguns segmentos com maior vulnerabilidade social, dentre eles os jovens. Por outro lado, o crescimento do crime organizado como um grande negócio, que tem nesta parcela excluída o exército de reserva como mão de obra barata e descartável. Este processo tem como uma de suas conseqüências a disseminação de um padrão de violência que se torna endêmico nas relações sociais gerando insegurança, medo, pânico e reproduzindo a violência em uma escala cada vez maior. Também produz a disseminação de armas de fogo agravando a letalidade dos conflitos.

Neste contexto, as relações sociais se tornam fragmentadas e desconstituídas, a vida comunitária se desorganiza e se rompem os laços de solidariedade, se perde as referências e a identidade coletiva, tornando bem mais difícil qualquer possibilidade de enfrentamento do problema. Agravando esta situação as políticas tradicionais de segurança pública, têm se tornado totalmente paliativas e incapazes de resolver o problema, pois não consideram as causas mais profundas da violência e da criminalidade. No último período, o Ministério da Justiça através do PRONASCI – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania -, propõe um novo paradigma para formulação da política de segurança pública, provocando a integração das ações do sistema de justiça e polícia com as políticas sociais, integrando os municípios com suas redes de políticas públicas com capacidade de trabalhar a prevenção à violência, incorporando a participação social e comunitária como parte importante da construção das soluções.

O objeto deste projeto é desenvolver, nas regiões prioritárias apontadas pelo PRONASCI – MJ no Rio Grande do Sul, processos voltados à geração de trabalho e renda, através do desenvolvimento de empreendimentos da economia solidária, como parte central de uma estratégia comunitária mais ampla de prevenção á violência, com mobilização das comunidades e dos órgãos responsáveis pelas políticas públicas.

Os municípios do Rio Grande do Sul a serem contemplados com ações do projeto são: São Leopoldo, Novo Hamburgo, Alvorada, Gravataí, Sapucaia do Sul, Guaíba, Canoas, Viamão, Cachoeirinha, Bagé, Pelotas, Esteio e Porto Alegre.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>